Fragmentos de Mário Quintana

Tenho paixão por Mário Quintana. Seus versos são tão simples e ao mesmo tempo dizem tanto dos sentimentos, das pessoas, do que vai por dentro. Alguns fragmentos lindos e meus preferidos. 

Só coisas boas valem a pena serem repetidas
Fere de leve a frase... E esquece... Nada

Convém que se repita...
Só em linguagem amorosa agrada
A mesma coisa cem mil vezes dita.

Mario Quintana

O amor é quando a gente mora um no outro.
"Amar: Fechei os olhos para não te ver e a minha boca para não dizer... E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei, e da minha boca fechada nasceram sussurros e palavras mudas que te dediquei....O amor é quando a gente mora um no outro." 
(Mário Quintana)


POEMA
Mas por que datar um poema? Os poetas que põem datas nos seus poemas me lembram essas galinhas que carimbam os ovos...
Mario Quintana (Caderno H)

O TRÁGICO DILEMA
Quando alguém pergunta a um autor o que este quis dizer, 
é porque um dos dois é burro.
Mario Quintana (Caderno H)


O pior dos problemas da gente 
é que ninguém tem nada com isso.
Caderno H  

Um bom poema é aquele que nos dá a impressão 

de que está lendo a gente ... e não a gente a ele!


Mario Quintana - A vaca e o hipogrifo





0 comentários:

Postar um comentário

Siga por Email

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Gramática e Linguagem | Template created by O Pregador | Powered by Blogger |Personalizado por Jô Angel